Cartão Banco do Brasil para negativados: É bom? Como fazer e avaliação completa!

Atualizado em 13 de nov de 2019

Estar com o nome negativado pode ser um verdadeiro problema para o cidadão comum. Isso decorre de alguma inadimplência que o consumidor possui com relação a uma empresa, e pode acarretar em uma série de impedimentos em seus hábitos de consumo e na conquista de crédito.

Basicamente, quando você deixa de pagar alguma conta, a empresa em questão direciona o seu nome para as companhias de proteção ao crédito, como a Serasa por exemplo. Essas companhias possuem um amplo banco de dados que aglomeram os perfis dos consumidores, apontando se eles são ou não bons pagadores.

Quando seu nome está negativado, ele irá constar nos bancos de dados como tal, apontando a falta de quitação de determinada dívida.

Sendo assim, nos momentos que você tentar solicitar algum tipo de crédito, seja um cartão ou um empréstimo, e empresa onde você está solicitando esse benefício acessará o banco de dados e verificará que há débitos em seu nome, possivelmente negando o oferecimento de um cartão ou empréstimo. Ou seja, ao estarmos com o nome negativado, há uma enorme dificuldade em conseguirmos qualquer tipo de benefício financeiro por parte de bancos ou instituições similares, tornando a conquista de crédito quase impossível.

Negativados no Brasil

O Brasil é um país onde cada vez mais o número de negativados cresce. Para se ter uma ideia, apenas no ano de 2018, mais de 2,2 milhões de pessoas entraram para esse tipo de estatística, elevando o número de 60,2 milhões para 62,4 milhões de negativados em todo o país. Esse tipo de problema existe no Brasil por uma série de fatores, esses que vão desde a elevada taxa de desemprego, até a renda do brasileiro médio, essa que ainda não superou os patamares anteriores à crise econômica que atingiu o país recentemente.

Sendo assim, esses fatores prejudicam o orçamento das famílias e consequentemente, a capacidade de pagamento de dívidas por parte dos consumidores.

Leia também:
Cartões para Negativados, existem opções? Saiba Aqui [Guia Completo]

Para reverter esse quadro, a economia brasileira deve apresentar sinais de melhora, com um estímulo de contratações no mercado de trabalho. Aliado às questões técnicas da economia, o brasileiro também deve estar mais atento ao que consome, pois a falta de educação financeira ainda é uma das responsáveis pelo número alto de inadimplentes.

Grande parte das pessoas estão totalmente alheias às taxas e juros implícitos no uso de cartões de crédito ou na contratação de empréstimos. No mês de setembro de 2018, as dívidas com cartões de crédito, cheque especial e empréstimos tiveram uma alta de 8,5% com relação ao ano anterior, a alta mais expressiva dentre os dados de inadimplência.

Como mencionado no início do texto, os negativados sofrem por não conseguirem aprovação de cartões e demais serviços financeiros, porém, cada vez mais o mercado tem olhado para esse público, tentando oferecer opções viáveis para que eles continuem consumindo.

Esse é o caso do cartão do Banco do Brasil feito para negativados. Essa nova opção já está disponível para o consumidores e pode ser uma boa alternativa para quem se encontra nessa situação.

Se você gostaria de conhecer mais a respeito desse cartão, siga com a sua leitura e confira!

Cartão Banco do Brasil para negativados

Contratar um cartão estando com restrições no nome não é uma tarefa fácil, mas também não é impossível. Uma das grandes instituições financeiras do país, o Banco do Brasil, apresentou recentemente o seu cartão para atender as demandas da população negativada. O cartão pré-pago OuroCard Visa do Banco do Brasil visa ser uma opção útil para os hábitos de consumo de quem está com o nome sujo, não exigindo análise de crédito na sua contratação e nem a comprovação de renda mínima para tal.

Além disso, é importante ressaltar que o cartão também não tem a cobrança de anuidade para poder ser utilizado. Como a sua modalidade é pré-pago, o seu uso é feito perante recargas que o consumidor realiza.

ourocard visa

As recargas são bem simples, feitas em terminais de autoatendimento, internet ou pelo através do aplicativo do Banco do Brasil, e sem a cobrança de taxas para isso. Com o cartão, o uso de dinheiro em espécie não é mais uma obrigação, tornando a vida de consumidor muito mais simples, prática e até mesmo segura.

Carregando o cartão, o seu funcionamento é muito similar aos cartões de crédito convencionais, sendo possível que você realize compras em lojas físicas no Brasil e até em países do exterior.

*Vale mencionar que o cartão pré-pago Ourocard Banco do Brasil não pode ser utilizado para compras online.

Leia também:
Informações Sobre o Cartão Olé - Uma Opção para Negativados

Cartão pré-pago Ourocard – Benefícios

Dentre os benefícios que o cartão oferece aos consumidores, o Programa Ponto Pra Você é um dos que se destacam. Basicamente, ele permite a troca de pontos acumulados por produtos, ingressos para cinema, recargas de celular, shows, eventos esportivos, viagens e muito mais.

Também há a opção de “Cartão Mesada”, ideal para garantir o dinheiro dos filhos, mesmo à distância.

Como solicitar

Para solicitar o cartão, basta acessar o site do BB e ir até a opção “Peça já o seu”. Em seguida, preencha dos dados de sua conta e entre para prosseguir com a sua solicitação.

Tarifas

Antes de fazer a solicitação do seu cartão, entenda bem como funcionam as taxas e tarifas que são cobradas pelo mesmo. São elas:

  • Taxa de emissão: R$ 10,00;
  • Taxa de manutenção mensal: R$ 5,00 (promocionalmente no valor de R$ 1,00);
  • Taxa para saque (apenas após o 2° saque): R$ 5,00.

Cartão pré-pago OuroCard Banco do Brasil – Vale a pena?

Quando se está com o nome negativado, muitas vezes o consumidor se vê sem opções de cartão para utilizar. Olhando nessa ótica, o cartão pré-pago BB é bem útil, oferecendo uma alternativa para quem não quer ter que carregar dinheiro em espécie a todo momento.

Além disso, também pode ser uma boa ferramenta para oferecer a mesada dos filhos, que pode ser dada mesmo que à distância e também elimina a obrigação do uso do dinheiro vivo por eles.

Em suma, as taxas são pequenas e aceitáveis, sendo uma opção viável de cartão, porém falha em não permitir a realização de compras online.

Leo Caprara