Como sair da lista negra dos bancos e voltar a ter crédito?

Atualizado em 24 de dez de 2020
Anúncios

Não é raro encontrarmos pessoas por aí que, mesmo com o nome limpo e com todas as dívidas pagas, não conseguem acesso a produtos financeiros como cartões de crédito ou financiamentos.

Muitos atribuiriam isso a um score de crédito abaixo do necessário, e essas não estariam erradas. Se você tem uma pontuação muito baixa, terá sim, dificuldades na hora de contratar um empréstimo ou solicitar um cartão de crédito.

Porém, esse pode não ser o problema. Se você está com dificuldades na hora de conseguir crédito, apesar de não ter dívidas em aberto, cuidado. É possível que o seu nome esteja na chamada “lista negra” do Banco Central.

Você sabe o que é este termo?

A seguir, você vai saber tudo sobre este problema e como sair de uma vez por todas dessa situação que te impede de ter acesso aos melhores produtos financeiros do país.

Anúncios

Como sair da lista negra dos bancos e voltar a ter crédito na praça?

O que é a “lista negra”?

O SCR, Sistema de informação de crédito, popularmente conhecido como “lista negra”, é um mecanismo criado pelo Banco Central do Brasil e tem como objetivo controlar todas as transações financeiras dos habitantes do país.

Anúncios

O SCR – Sistema de Informação de Crédito do SISBACEN pode ser consultado por qualquer pessoa, inclusive por você, através do Registrato do Banco Central.

O objetivo inicial desse sistema era criar um registro de informações bancárias e financeiras dos brasileiros. Porém, com o passar do tempo, a função dele foi mudando e esses dados passaram a ser utilizados como ferramenta pelos bancos decidirem a quem podem liberar crédito e a quem não devem fazer isso.

E com isso, muitas pessoas que já ficaram inadimplentes em algum momento da vida – mas já não possuem mais contas em aberto – passaram a ter dificuldades em ter acesso a crédito, por já terem gerado prejuízo à determinada instituição financeira.

Como é feita a análise de crédito pelos bancos?

Diversos fatores são levados em consideração quando estamos falando em concessão de financiamento ou crédito.

Em geral, todo o histórico financeiro do consumidor é “vasculhado”. A instituição financeira a qual você deseja contratar crédito procura entender se você é ou não um bom pagador, tentando estipular as chances de inadimplência.

Primeiramente, uma consulta ao SPC, SCPC e Serasa é feita. Após isso, o score de crédito – a pontuação que mencionamos no início do texto, sabe? – é consultado, juntamente com o score interno da própria instituição.

Ao fim, você concede a permissão para que eles verifiquem os dados de dois anos no SCR do SISBACEN, que é a tal da “lista negra” que estamos abordando ao longo deste artigo.

Como se isso não bastasse, a empresa também pode utilizar ainda, outras listas internas com informações de eventuais débitos que você teve ao longo do ano, seja com eles ou mesmo com outras instituições financeiras.

Dessa forma, até mesmo aquelas companhias que foram adquiridas mediante fusão ou o aparecimento de conglomerados bancários, entram nessa conta.

Por exemplo: se você teve pendências com o Banco Real, Sudameris, América do Sul, Banespa ou ABN AMRO Bank, seu nome permanecerá na base de dados do Banco Santander e será negado ao solicitar crédito.

A mesma coisa pode acontecer com dívidas em bancos como o BM, Boavista, Mercantil Finasa, BCN, Credireal, Baneb, BEA, Banco Boavista e Banco Continental, afinal, todos eles pertencem hoje ao Bradesco, presentes em seu Banco de Dados.

Todas essas estratégias visam evitar que a instituição financeira tenha algum tipo de prejuízo por conta da inadimplência, mesmo que isso não seja legalizado pelo BC.

Como saber se meu nome está na Lista Negra?

Bom, mesmo que todos os consumidores possam acessar a essa informação, como já mencionamos no texto, ela não é tão fácil de ser conseguida assim.

É preciso fazer um cadastro no SISBACEN, preenchendo as informações solicitadas para isso.

Se seu nome aparecer na lista negra dos bancos, provavelmente este é o motivo de você ter seguidos pedidos de crédito reprovados.

Como sair da lista negra dos bancos?

Você já teve dívidas em algum momento da vida, porém, elas já caducaram ou prescreveram (por terem mais de cinco anos de negativação). Em casos assim, não é pelo fato do seu nome ter saído dos birôs de crédito que você não deve mais para a instituição.

A dívida continua existindo e o seu nome fica registrado internamente na empresa. Dessa forma, para sair da lista negra e voltar a ter crédito na praça,  você deverá negociar diretamente com o seu credor e exigir a eliminação da restrição lá no SCR do SISBACEN.

Se você utilizar empresas de cobrança que compram dívidas de outros bancos, será preciso solicitar e esperar o comprovante de quitação da dívida, solicitando posteriormente que a determinada instituição financeira remova o seu nome dos registros.

Mas vale mencionar aqui que, mesmo você seguindo todos esses passos, pagando a sua dívida e solicitando a remoção do seu nome da “lista negra”, pode acontecer da instituição não liberar acesso a crédito para você.

Mas ao ocorrer isso, o banco deverá explicar o motivo disso acontecer.

Enfim, o principal conselho dos especialistas em finanças pessoais é que, mesmo que a dívida caduque ou preescreva, que você busque a instituição credora e tente negociar uma forma de pagamento.

É normal que as pessoas acreditem que a dívida desaparece por completo após 5 anos, mas isso é falso. O seu nome apenas sai dos birôs de crédito – como SPC e Serasa – mas continua registrado nos sistemas internos do banco.

Dessa forma, você permanecerá sem crédito junto a eles e pode até mesmo ter problemas ao tentar solicitar um financiamento, empréstimo ou cartão de crédito em outra instituição financeira, justamente por esse troca de informações e registros que eles realizam.

Enfim, deixando tudo a limpo e todas as dívidas quitadas, dificilmente você terá problemas ao ter acesso a produtos financeiros.

Anúncios
Leia também:
Por que o arroz está mais caro? Entenda a situação

Pablo Januario