Cora lançará cartão de crédito para pequenas e médias empresas

Atualizado em 29 de jun de 2020

Nesta semana, a fintech Cora recebeu do Banco Central, a licença para operar como uma Sociedade de Crédito Direto (SCD). A partir disso, a empresa lançará um cartão de crédito e débito exclusivamente para pequenas e médias empresas, com o intuito de se tornar uma referência na área financeira para esses empreendimentos de pequeno porte.

Cora: com surgiu a fintech?

A Cora foi criada por dois empreendedores que já haviam criado a empresa de pagamentos Moip, Igor Senra e Leonardo Mendes. Com a ascensão da Mopi, a alta visibilidade foi inevitável, e no ano de 2016, o grupo europeu Wirecard comprou a startup.

Após a venda da Moip ao grupo europeu, os sócios começaram a buscar novos mercados, como o das pequenas e médias empresas. Com isso, surgiu a fintech Cora, que tem como objetivo oferecer serviços financeiros apenas para pessoa jurídica, diferentemente dos demais concorrentes da empresa.

US$ 10 milhões para construir o produto da fintech

Recentemente, a Cora recebeu um aporte de US$ 10 milhões de um fundo de investimento criado pelos fundadores do Mercado Livre, além de investidores de outras fintechs, como a Creditas, Nubank, Warren e Contabilizei.

Os recursos injetados por esses investidores foram utilizados pela Cora para construir o seu produto, além de ajudar na criação de canais de aquisição para os empreendedores. Dado isso, desde o fim do mês de abril, a Cora vem focando em novos clientes, divulgando inclusive, a sua ferramenta nas lojas de aplicativos mais populares.

Entre os serviços que a fintech oferece, está a conta digital, emissão de boletos, transferências bancárias e pagamento de contas.

A quem se destina os serviços da Cora?

Como já mencionado, a fintech Cora tem como objetivo servir de referência financeira para pequenas e médias empresas. Dessa forma, a empresa foca em empreendimentos com um faturamento bruto anual que chegam a R$ 4,8 milhões, que é o valor limite permitido pelo Simples Nacional.

Leia também:
Cartão de Crédito BMG - Saiba como Solicitar

Ao todo, já são 5 mil pequenas e média empresas e quase 1000 delas estão cadastradas no aplicativo da Cora.

Cartão de crédito e débito para pequenas e médias empresas

Com a atribuição de Sociedade de Crédito Direto (SCD), a Cora poderá oferecer os seus serviços sem depender de outras empresas, como, por exemplo, a emissão de boletos, que antes era feita em parceria com o Banco do Brasil.

Em breve, a fintech deve ter o seu próprio endereço bancário, para facilitar a realização de transferências diretas para a conta da Cora. Por enquanto, isso só pode ser feito através de um boleto para depósito.

Além disso, outros serviços da Cora devem ser lançados em junho, como os cartões de crédito e débito para pequenas e médias empresas.

Sobre isso, um dos sócios da fintech comentou ao site Pequenas Empresas, Grandes Negócios:

“Vemos um mercado ainda muito sub-penetrado no crédito para pequenas e médias empresas. Vimos nesta pandemia como a estrutura criada pelo governo não conseguiu distribuir recursos para todos os negócios.”

Com essa licença SCD, as empresas terão uma maior segurança, pois segundo o que diz a direção da Cora, os recursos depositados pelos usuários ficam hospedados diretamente no Banco Central.

A fintech estima ao menos 10 mil clientes ativos até o final do ano de 2020.

 

 

 

 

 

Pablo Januario