Dicas para adquirir crédito pessoal

Atualizado em 23 de set de 2020

Se você está pensando em solicitar crédito pessoal, possivelmente já se deparou com os riscos e problemas que você pode ter com isso. Entretanto, em determinadas situações não temos outras alternativas que nos permitam conseguir dinheiro para quitar outras dívidas.

Anúncios

Caso esta seja a sua situação, antes de adquirir um empréstimo pessoal é importante dedicar a sua atenção a alguns macetes e dicas que irão lhe ajudar a minimizar os possíveis problemas que você pode ter nessa jornada.

Para ajudar nisso, nós separamos 6 dicas para quem está pensando em adquirir crédito pessoal. Siga lendo e confira!

Anúncios

Saiba exatamente o valor que você precisa

Independentemente da razão pela qual você necessita contratar um empréstimo, é de suma importância que você saiba exatamente o quanto precisa.

Sendo assim, no momento em que você for solicitar crédito, nunca se deixe levar pela ideia de pegar um valor maior do que você realmente precisa, achando que — de alguma forma — isso melhorará a sua situação financeira.

Na verdade, adquirindo um valor maior que a sua necessidade, o efeito será o oposto.

Empréstimos maiores requerem uma maior quantia por parcela e também um tempo maior para a quitação de determinada dívida. Se você não se organizar bem e fazer um bom planejamento, um empréstimo pode arruinar sua vida financeira.

Em síntese, a primeira dica é nunca dar um passo maior que a sua perna. Solicitar crédito pessoal não é nada além de adquirir uma outra dívida, e esta precisará ser quitada com o passar do tempo.

Atente-se às taxas de juros

Empréstimos de instituições distintas, possuem distintas taxas de juros. E é por isso, que se você tem interesse em adquirir crédito, tenha muita atenção e analise bem as diferentes taxas cobradas pelos bancos e empresas de crédito pessoal.

Aqui, vale ressaltar que essa pesquisa não exige que você visite cada um dos bancos. Atualmente, a grande maioria dessas entidades disponibilizam suas taxas online.

Sendo assim, sem sair de casa e com apenas o seu smartphone em mãos, você consegue simular o quanto precisa e qual será o valor total a ser pago no empréstimo.

Organize suas finanças

Adquirir um empréstimo pessoal serve, justamente, para melhorar a sua vida financeira, e não para piorá-la.

Sendo assim, na hora de solicitar o seu empréstimo, na hora de retirá-lo e também ao quitá-lo, garanta que as suas finanças estão nos eixos.

Ter um pleno planejamento sobre suas finanças é de suma importância. Realize um levantamento cuidadoso de todas as dívidas que você possui, sempre colocando a quantia total que você deve e quais são as parcelas restantes.

Anúncios

Anote qual é a sua renda total e todos os gastos que você tem em um mês, desde os mais essenciais (luz, água, aluguel e alimentação), como também aqueles mais supérfluos. É importantíssimo manter o adequado controle de suas despesas, pois só assim você terá uma ampla visão de qual é a sua situação financeira.

Levando em consideração o crédito pessoal que você pretende adquirir, sempre deixe uma fatia de sua renda exclusivamente para quitar as parcelas dessa dívida.

Não respeitar as normas do acordo do banco pode lhe trazer inúmeros problemas e por isso, não exite em se organizar bem para pagar bem as parcelas.

Pense para além do seu banco

Sem dúvidas, se você está pensando em adquirir crédito pessoal, deve visitar e conferir a proposta do banco no qual você é correntista. Em alguns deles, você pode conversar diretamente com o seu gerente e garantir acordos bem mais atraentes para o seu bolso.

Porém, você não deve se limitar a apenas o seu banco. Considere também contatar outras instituições financeiras antes de fechar um contrato. Por mais que a proposta seja tentadora, saiba que atualmente o número de empresas que oferecem crédito pessoal aumentou bastante, e você pode encontrar propostas ainda melhores.

Apenas tenha atenção na hora de negociar. Realize um levantamento detalhado sobre determinada empresa e evite sofrer golpes e fraudes. Tente procurar por pessoas que já fizeram uso dos serviços dessa companhia e examine quais são as avaliações dos clientes em relação a ela.

Faça uso do cadastro positivo

Antes de oferecer acordos ou aceitas propostas de crédito, os bancos e instituições fazem um estudo dos hábitos financeiros de cada consumidor. Dado isso, as pessoas que possuem o nome limpo e uma boa pontuação são consideradas mais confiáveis na hora de quitar suas dívidas, e por isso, receberão as melhores propostas.

E em relação a isso, o cadastro positivo é um programa que facilita a averiguação de dados pelo banco. No cadastro, ficam disponíveis todas as informações sobre os seus pagamentos.

Caso eles estejam em ordem, o cadastro positivo poderá ser uma excelente ferramenta para te ajudar na hora de descobrir melhores acordos com as entidades de crédito.

Tenha todos os seus documentos disponíveis

Na hora de pedir um empréstimo pessoal ou qualquer outra modalidade de crédito, as financeiras solicitam uma série de documentos. Entre eles, você deverá apresentar o CPF e RG, além do comprovante de residência e de renda devidamente atualizados.

Para facilitar a sua vida, como também a análise da instituição financeira, tenha todos esses documentos em mãos.

Além disso, uma declaração de renda também facilita muito o processo, já que um dos critérios no momento da aprovação. Com isso, as corretoras conseguem saber se a pessoa realmente possui condições de honrar com a dívida que ela está adquirindo.

Ainda hoje, o crédito pessoal é uma das modalidades mais temidas pelos brasileiros. Existe o estigma de altas taxas de juros e falta de flexibilidade na hora de pagar a dívida. Entretanto, sabemos que para determinadas situações, essa é a única alternativa viável para a quitação de despesas.

E sim, apesar de acarretar riscos, é possível adquirir crédito pessoal sem causar um estrago em sua vida financeira.

Sendo assim, organize suas contas de modo que não seja um enorme esforço quitar o empréstimo que você solicitou. Além disso, sempre tenha uma noção concreta de quanto dinheiro você deverá solicitar.

Pablo Januario