Receber auxílio emergencial atrapalha ao solicitar um cartão de crédito?

Atualizado em 25 de jun de 2020

Com a pandemia do coronavírus e a necessidade do isolamento social, foi necessário que o governo federal criasse um benefício para assistir profissionais autônomos e informais que tiveram sua renda diretamente impactada com a crise.

Esse benefício é o Auxílio Emergencial, que paga três parcelas de R$ 600 ou R$ 1200, dependendo do caso.

Muitos brasileiros já receberam as primeiras parcelas, mas uma dúvida que está sendo muito frequente entre esses é a respeito do impacto que receber esse auxílio agrega na hora de pedir um cartão de crédito.

O Auxílio Emergencial atrapalha ao solicitar um cartão? Ou não há problemas? É disso que iremos falar ao longo deste texto.

Permaneça conosco e venha conferir!

O que é o Auxílio Emergencial?

Antes de falarmos mais a respeito do real impacto do auxílio em seu score de crédito, é preciso contextualizar aqui o que é para quem se destina no benefício do governo federal.

Como citado no início do texto, o Auxílio Emergencial é um benefício social do governo que busca oferecer uma renda mínima para os atingidos pela crise, seja os desempregados (que não estejam recebendo seguro-desemprego), trabalhadores informais ou então os MEIs (Microempreendedores Individuais).

Além destes, o governo também incluiu os contribuintes individuais do Regime Geral da Previdência Social e trabalhadores intermitentes inativos. Em todos os casos, é preciso que a renda familiar mensal por cada membro não ultrapasse meio salário mínimo, ou então a renda mensal total não seja superior que três salários mínimos.

São alguns requisitos para receber o Auxílio Emergencial:

  • Ser maior de 18 anos (exceto mães adolescentes);
  • Não ser empregado CLT;
  • Não ser agente público;
  • Ter renda familiar mensal por membro de até meio salário mínimo, ou renda familiar mensal de até três salários mínimos;
  • Não ter recebido rendimentos acima de R$ 28.559,70 no ano anterior;
  • Não receber benefício previdenciário, assistencial e nem ser beneficiário do seguro desemprego ou algum outro programa do governo federal, exceto Bolsa Família.
Leia também:
Queda da taxa Selic: o que acontece com a renda fixa?

Receber o auxílio atrapalha ao solicitar um cartão de crédito?

Como você pode entender no tópico anterior, o Auxílio Emergencial é destinado para aquelas pessoas que possuem baixa renda e tiveram seus rendimentos diretamente impactados com a crise do coronavírus.

E isso de nada tem a ver com ter ou não um cartão de crédito. Na verdade, muitas instituições bancárias oferecem modelos de cartões inclusive para quem não consegue comprovar renda, como é o caso dos MEIs, autônomos ou trabalhadores do meio informal.

Dessa forma, não há problemas em receber o Auxílio Emergencial e de nada isso irá atrapalhar na solicitação de um cartão de crédito.

Porém, é preciso mencionar que outros fatores são considerados pela administradora ao conceder ou não um cartão, principalmente o histórico de crédito da pessoa em questão.

Score de crédito: o que é?

Caso você não conheça o termo, basicamente ele se refere a uma pontuação que as instituições de proteção ao crédito usam para classificar o risco de inadimplência de cada pessoa.

O score de crédito pode variar de 0 a 1000, e quanto menor ele é, mais risco o consumidor apresentar de não pagar as suas dívidas em dia. Por outro lado, quanto maior é a sua pontuação, mais atraente este cliente é para o mercado.

Essa pontuação é determinada mediante o histórico de pagamento do cliente, considerando o número de contas de cartão de crédito que ele possuí, suas dívidas e outras questões financeiras, tudo para avaliar qual a probabilidade do consumidor quitar suas contas dentro do prazo estabelecido.

No Brasil, os birôs de crédito e gestores de banco de dados são o Serasa, a Boa Vista, o SPC Brasil e o Quod.

Leia também:
Banco24Horas: como achar um perto de você?

Quais são as pontuações?

Basicamente, as pontuações que definem o grau de confiança em cada indivíduo são divididos em quatro categorias diferentes. Confira:

  • Score Baixo: entre 0 e 549, com baixa probabilidade do consumidor conseguir pagar suas dívidas corretamente. Quem está com a pontuação nesse patamar possivelmente possui algum registro de inadimplência, contas atrasadas, protestos ou até ações judiciais;
  • Score médio: entre 550 e 624. Nessa pontuação, existe a probabilidade de conseguir crédito na praça. Porém, é importante saber que são as instituições financeiras que determinam ou não se aceitaram essa pontuação para conceder crédito;
  • Score bom: entre 625 e 699 está a pontuação de um bom pagador, e esse terá facilmente crédito concedido;
  • Score muito bom: por fim, as pessoas que se encontram na faixa de pontuação que varia de 700 e 799, podem receber condições de crédito mais competitivas dos bancos, financeiras e demais instituições de crédito.

O que caracteriza o score de crédito?

Antes de qualquer coisa, saiba que a pontuação de crédito desempenha um papel importantíssimo na decisão do credor em oferecer ou não crédito na praça.

Os fatores considerados na pontuação incluem o histórico de pagamento de cada um, tipos de empréstimos contratados, duração do histórico de crédito e dívida total do indivíduo. Outra questão utilizada para a métrica e pontos é a utilização do cartão de crédito e a porcentagem de limite disponível neste.

Como posso saber o meu score?

É possível consultar o seu score de crédito em 4 diferentes birôs, sendo eles o SPC Brasil, Boa Vista, Serasa Experian e Quod, como citamos mais acima.

Os três primeiros mencionados possuem aplicativo disponível para dispositivos Android e iOS, além do site que também pode ser usado para consultar o score de crédito. A Quod, no entanto, só possui site para consulta.

Leia também:
Consórcio ou financiamento: qual é a melhor alternativa para comprar um imóvel?

Para conferir sua pontuação, basta realizar um cadastro simples e verificar qual a sua nota de crédito.

Além disto, também é necessário mencionar que é relativamente comum que as pontuações estejam diferentes em cada um dos birôs. Isso acontece, pois cada uma das instituições utilizam bancos de dados diferentes, além de parâmetros distintos para compor a sua nota de crédito.

Conclusão

Mesmo que você receba Auxílio Emergencial, não existe nenhum impacto negativo em seu score de crédito, ou seja, você pode solicitar um cartão sem maiores preocupações, desde que esteja em dia com suas dívidas e que esteja com uma pontuação considerada boa.

 

 

Pablo Januario